CENÁRIO URBANO

Governo de São Paulo diz que pode receber todos os bebês de Manaus.




Foto: (Governo do Estado de São Paulo)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (15) que o estado se coloca à disposição para receber os 60 bebês prematuros, que estão internados em Manaus e correm o risco de ficar sem oxigênio, diante da crise de abastecimento do insumo.

A situação dos recém-nascidos na capital do Amazonas foi revelada pela colunista da CNN Renata Agostini.
Para Doria, a responsabilidade pelo colapso na saúde de Manaus é do governo federal. Para o governador de São Paulo, as dificuldades enfrentadas na cidade refletem a conjuntura nacional.
 

"Isso é resultado da política caótica da saúde pública do governo federal. Não é razoável imaginar que uma situação de caos como a da capital manauara seja debitada na conta de um prefeito ou de um governador", disse o governador.


Além de acolher os bebês prematuros, o Governo de São Paulo também irá, segundo Doria, enviar 40 respiradores para a capital do Amazonas.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CENÁRIO URBANO  |   28/02/2021 11h04





CENÁRIO URBANO  |   28/02/2021 10h54


CENÁRIO URBANO  |   27/02/2021 18h13







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb