POLÍTICA

URGENTE: Daniel Silveira vai para prisão domiciliar com tornozeleira.


Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou neste domingo (14) que o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) vá para a prisão domiciliar e seja monitorado com tornozeleira eletrônica.
 
Moraes negou o pedido de liberdade provisória do parlamentar e estabeleceu uma série de restrições a Silveira. O deputado só poderá exercer o seu mandato na Câmara de forma remota, não poderá deixar sua residência, está proibido de receber visitas sem prévia autorização judicial e de ter contato com os investigados nos inquéritos dos atos antidemocráticos e das fake news.

Silveira, de acordo com a decisão de Moraes, também está proibido de acessar as redes sociais, inclusive por meio de sua assessoria de imprensa, e não poderá conceder entrevista.
 
“Destaco que o descumprimento injustificado de quaisquer dessas medidas ensejará, natural e imediatamente, o restabelecimento da ordem de prisão”, escreveu Moraes em sua decisão.

O ministro do Supremo já havia negado na quarta-feira (10) o pedido de liberdade de Silveira.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM





google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb