INTERNACIONAL

Avião que levaria ajuda ao Haiti fez escala e ficou no chão.


Foto:(Ministério da Defesa)

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que decolou na manhã de hoje (22) para transportar a missão humanitária do Brasil ao Haiti, atingido por terremoto em 14 de agosto, sofreu uma pane em solo no início da tarde, enquanto fazia uma parada já prevista no sul do Pará.
 
A aeronave precisará ser trocada, o que vai atrasar a chegada da ajuda brasileira ao Haiti. A previsão é que o segundo avião prossiga ainda hoje para Boa Vista (RR) e decole amanhã rumo a Porto Príncipe, capital do Haiti.

"O pouso técnico na Base Aérea do Cachimbo, localizada no sul do Pará, ocorreu normalmente e já estava previsto originalmente na rota. Por uma questão técnica, houve a necessidade da troca por outra aeronave do mesmo tipo, realizando-se a transposição da carga e dos passageiros naquela localidade", informou o Ministério da Defesa, por nota.

Na sexta-feira (20), o primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, disse que "quase 700 mil pessoas precisam de assistência humanitária emergencial" após o terremoto. O sismo, de magnitude 7.2 na escala Richter, deixou mais de 2,2 mil mortos e 300 desaparecidos. Grandes áreas terão que ser reconstruídas.

Avião de transporte da missão humanitária brasileira

A aeronave que apresentou problema é a KC-390 Millennium. Segundo o Ministério da Defesa, é o maior avião desenvolvido no Brasil, fruto de parceria entre a FAB e a Embraer.
 
O avião decolou da base aérea de Brasília levando 32 bombeiros —a maioria especialistas em busca e salvamento e ações pós-desastre, além de um especialista em sismologia— e cerca de 10,5 toneladas de equipamentos de emergência, medicamentos e insumos de saúde.

Fazem parte da carga cinco kits de medicamentos e insumos para emergência em saúde, com capacidade total de atendimento de 50 mil pessoas, além de medicamentos de farmácia básica e insulina. "Tudo identificado com base nas necessidades prioritárias e atuais da população haitiana", segundo anúncio do Ministério da Defesa.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



INTERNACIONAL  |   27/11/2021 10h57





INTERNACIONAL  |   23/11/2021 10h48


INTERNACIONAL  |   20/11/2021 13h10







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb