ECONOMIA

O dragão acordou: Inflação acelera para 1,16% em setembro.


Arte: J. Cesar.

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a inflação oficial no país, teve alta de 1,16% em setembro, após ficar em 0,87% em agosto. Esse é o maior resultado para o mês desde 1994 (1,53%) e foi puxado pela alta na conta de luz. Em setembro do ano passado, a variação mensal foi de 0,64%.
 
No ano, o IPCA acumula alta de 6,9% e, nos últimos 12 meses, de 10,25%. Com isso, a inflação fica acima da meta estabelecida pelo Banco Central para este ano, que é de 3,75%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos, ou seja, podendo variar entre 2,25% e 5,25%.
 
Os dados foram divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e se referem às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos, abrangendo dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ECONOMIA  |   26/11/2021 15h55





ECONOMIA  |   26/11/2021 11h20


ECONOMIA  |   25/11/2021 11h43







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb