CENÁRIO URBANO

Sobe para 25 o número de mortes na segunda operação mais letal do RJ


Foto:(Reprodução)

Na manhã desta quarta-feira (25) subiu para 25 o número de mortos registrados no confronto entre policiais e criminosos na favela Vila Cruzeiro, na zona norte, do Rio de Janeiro. Um adolescente foi levado para a UPA do Alemão, mas já chegou morto. Dois dos últimos óbitos foram registrados no Hospital Estadual Getúlio Vargas, a pouco mais de 1 quilômetro de distância da favela, onde foi deflagrada a operação das forças policiais na manhã de terça-feira (24).

De acordo com a polícia, entre os mortos, pelo menos 15 são de suspeitos de envolvimento com o tráfico. Há ainda o óbito de uma mulher que foi atingida por bala perdida dentro de casa. A cabeleireira Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, segundo informou a polícia, foi morta por um tiro de arma de longa distância, que teria sido feito por criminosos.
 
Após o tiroteio, o secretário-geral da Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho Pires, lamentou a morte de Gabrielle. "O objetivo nunca é esse, a senhora que foi vitimada. Então, nossa operação já começa muito comprometida nesse aspecto", disse.

A PM informou que o objetivo da ação era prender em flagrante mais de 50 traficantes que estavam em comboio em direção à favela da Rocinha. O plano teria sido frustrado quando uma das equipes à paisana foi descoberta pelos suspeitos e foi atacada.

Após repercussão da ação, o Ministério Público Federal instaurou procedimento de investigação criminal para apurar a legalidade da operação.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CENÁRIO URBANO  |   30/06/2022 15h53





CENÁRIO URBANO  |   28/06/2022 19h05


CENÁRIO URBANO  |   28/06/2022 15h39







google.com, pub-8716156245551661, DIRECT, f08c47fec0942fa0 facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb facebook-domain-verification=8oizd3j6a3sk7a47ngn154tlepi1hb